Elimine o excesso de gordura do queixo com a lipo de papada

Postado por explay em 22/nov/2022 - Sem Comentários

A lipo de papada é um dos procedimentos que mais tem se popularizado nos últimos anos e promete retirar a gordura que se acumula abaixo do queixo. 

Com o processo de ganho de peso ou até mesmo do envelhecimento, é comum que se acumule uma gordura na região abaixo do queixo e acima do pescoço, formando a chamada papada. A papada pode ser bastante incômoda, afetando diretamente as expressões faciais, e a lipo de papada é um procedimento que pode trazer resultados estéticos muito positivos a quem busca a melhora estética desta região. Entenda mais sobre o assunto neste blog!

Como funciona a lipo de papada?

A lipo de papada é o procedimento no qual é feita a aspiração da gordura que se localiza sob o queixo, a mandíbula e a porção superior do pescoço. Trata-se de um procedimento de baixa complexidade e com duração de cerca de uma hora, o qual pode ser realizado com auxílio de anestesia local e sedação.

Quem pode fazer?

Pode ser feito em pessoas a partir de 18 anos, exceto gestantes, pacientes com inflamação ou aqueles que apresentam alguma alteração de saúde considerada impeditiva, especialmente nas regiões de retirada de gordura. Lembrando que é fundamental a realização de uma avaliação detalhada para a melhor orientação e avaliação de cada caso. 

É muito importante a avaliação do cirurgião plástico, pois existem casos em que a lipoaspiração da papada não é indicada. Entre as contraindicações estão pacientes em que existe uma flacidez da musculatura da região submentoniana associada ou não ao aumento do volume dos músculos do assoalho da boca, da gordura profunda do pescoço (subplatismal) e até das glândulas submandibulares. Nestes casos a melhor indicação é a cirurgia para corrigir todas estas alterações, o lifting cervical. 

Quais os principais cuidados pré e pós operatórios?

Para os cuidados pré operatórios é necessário a realização de alguns exames laboratoriais, cardiológico e pré anestésico prévios para assegurar a saúde do(a) paciente ao se submeter à intervenção. Somente a partir dos resultados dos exames, é então marcado o procedimento. 

Em relação aos cuidados pós-operatórios, por ser um procedimento relativamente simples, a recuperação também ocorre de forma mais curta. Recomenda-se repouso relativo durante os primeiros 2 a 3 dias. Pode-se retornar às atividades normais após este período utilizando uma faixa modeladora durante os primeiros 7 a 10 dias.

Gostou das dicas? Escolha o Dr. Marcos Grillo para realizar o seu procedimento! 

Dr. Marcos Grillo Cirurgia Plástica

Com mais de 25 anos de atuação na região de Curitiba – PR, o Dr. Marcos Grillo é um dos mais influentes especialistas em cirurgia plástica no sul do país. Com um corpo técnico qualificado e equipe conjunta, é o local ideal para você realizar a sua avaliação. Agende agora mesmo uma consulta!

Correção de cicatriz: entenda como funciona este procedimento

Postado por explay em 26/ago/2022 - Sem Comentários

A correção de cicatriz é uma cirurgia plástica reparadora indicada para minimizar cicatrizes e melhorar a sua condição ou aparência.

Você tem alguma marca no corpo de machucado, corte, incisão ou até mesmo um quelóide? Saiba que essas cicatrizes podem ser tratadas com uma intervenção cirúrgica: a correção cicatricial ou cirurgia de correção de cicatriz. 

Neste conteúdo vamos entender mais sobre esse procedimento e quais suas principais indicações. Acompanhe a leitura!

Sobre as correções cicatriciais

A correção de cicatriz é um procedimento que tem por objetivo reparar a aparência de uma cicatriz em qualquer parte do corpo. Normalmente, esta é uma solução indicada para cicatrizes geradas por diversos fatores, dentre eles um corte, uma queimadura ou até mesmo uma cirurgia prévia, como uma cesariana ou apendicectomia. 

A seguir, conheça os principais tipos de cicatrizes que uma cirurgia para correção de cicatriz pode intervir:

 

  • Cicatrizes alargadas: muito parecidas com as estrias, são as cicatrizes que se “alargam” na pele e contém um aspecto fino e  raso. 

 

  • Queloides: os queloides acontecem  devido a uma cicatrização patológica individual de cada pessoa. As regiões mais acometidas são, lóbulo de orelha, tórax e ombros. São caracterizadas por um aspecto elevado , que transborda pelas extremidades da cicatriz e podem gerar coceira e outros desconfortos;

 

  • Cicatrizes hipertróficas: também são consideradas cicatrizes patológicas porém menos evidentes que os queloides e normalmente melhoram com o passar do tempo.

 

  • Cicatrizes discrômicas: são as que, no período da cicatrização, devido à exposição ao sol e outros fatores, podem adquirir colorações mais escuras ou claras que a pele.

 

Independentemente do tipo de cicatriz que o paciente possua, todas podem ter resultados altamente satisfatórios com a intervenção cirúrgica da reparação de cicatriz. 

Entenda sobre o procedimento

O procedimento de remoção ou reparação de cicatriz deve ser realizado por um cirurgião plástico especialista. Normalmente, a cicatriz é retirada completamente e refeita a partir de pontos internos.

Outra técnica disponível é a de linhas geométricas quebradas, conhecida como plástica em Z ,que consiste em converter uma cicatriz linear longa em uma cicatriz irregular de forma aleatória, para torná-la menos visível. 

É necessário salientar, entretanto, que existem várias técnicas disponíveis e a recomendação ideal deve ser realizada pelo seu cirurgião de confiança. 

Sobre a recuperação 

Como a cirurgia é realizada com anestesia local, com ou sem sedação, a recuperação do paciente pode ser rápida, mas alguns cuidados são indispensáveis:

  • Evitar atividades físicas durante as primeiras semanas da recuperação;
  • Evitar exposição excessiva ao sol durante 60 dias;
  • Utilizar sempre filtro solar, mesmo após a cicatrização.

Com essas dicas, agora só falta encontrar um profissional de experiência e estrutura para realizar o seu procedimento. Conheça o Dr. Marcos Grillo!

Sobre a Clínica Marcos Grillo Cirurgia Plástica

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, com atuação de mais de 20 anos em Curitiba – PR. A Clínica Marcos Grillo Cirurgia Plástica conta com ambientes para pré e pós-operatório que garantem a tranquilidade, conforto e segurança de seus pacientes e familiares antes e depois de realizarem os procedimentos cirúrgicos. 

Conheça agora mesmo!

Mitos e verdades sobre a rinoplastia

Postado por explay em 13/jun/2022 - Sem Comentários

Está pensando em fazer uma rinoplastia? Confira alguns mitos e verdades sobre este procedimento!

Você sabia? O Brasil é o segundo país que mais faz cirurgia plástica no mundo. Segundo dados atualizados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), em 2021, os brasileiros encontravam-se em segundo lugar no ranking de número de procedimentos, ficando atrás dos EUA, realizando mais de 1.3 milhões de cirurgias plásticas no ano

A rinoplastia, procedimento que visa remodelar a estrutura nasal, sem dúvidas, é um dos mais procurados. Os motivos pelos quais os pacientes buscam esse procedimento são os mais diversos: vão desde uma melhora da proporção e aparência facial, assim como a sua autoestima, ao trazer resultados estéticos que  adequam o formato do nariz ao rosto. 

Se você tem interesse ou está se preparando para realizar esse procedimento cirúrgico, confira alguns mitos e verdades da rinoplastia mais comuns sobre esse procedimento cirúrgico. Fique por dentro!

Rinoplastia dói muito?

Mito. A rinoplastia pode gerar bastante inchaço e roxos na região facial próxima aos olhos, principalmente nas pálpebras. Entretanto, esse efeito é passageiro. A dor normalmente é leve e pode ser bem controlada por analgésicos seguros receitados pelo médico.

É normal ter dificuldade respiratória após o procedimento?

Verdade. Por conta do edema na região, é comum haver um pouco de dificuldade respiratória pelo nariz. Porém, esse desconforto passa de acordo com a recuperação do paciente, de maneira rápida e tranquila, semana após semana. 

Rinoplastia trata rinite e sinusite?

Mito. Esse é um dos mitos mais populares que existe acerca da rinoplastia. Muitos pacientes acreditam que a cirurgia pode tratar doenças alérgicas e inflamatórias como rinite e sinusite, porém o tratamento para essas enfermidades é clínico através de medicações e até homeopatia. Em casos de sinusites crônicas, o tratamento cirúrgico é realizado, como o procedimento de desvio de septo, por exemplo. Caso a rinoplastia e a cirurgia funcional do desvio de septo sejam realizadas conjuntamente, os resultados podem ser satisfatórios nesse sentido.

A rinoplastia faz o nariz sangrar após o procedimento?

Verdade. No período pós-operatório, especialmente nas primeiras 48h, é comum que o nariz sangre um pouco. Isso se dá por conta do processo natural da cicatrização após a intervenção cirúrgica quando as crostas vão se desprendendo, sem ter motivos para preocupação. Seguindo as recomendações médicas deste período, a recuperação acontecerá e, consequentemente, este desconforto também.

Não posso me expor ao sol

Verdade. Um dos cuidados principais após a realização da rinoplastia é evitar a exposição solar por pelo menos 60 dias. É importante salientar que o sol pode deixar manchas nos roxos que ficam comuns após o procedimento. Outro ponto é que a exposição solar aumenta a retenção de líquidos no nariz, o que o deixará mais inchado e poderá atrasar a recuperação.

Com essas informações, ficou mais fácil entender a rinoplastia e seus principais cuidados após a realização, não é mesmo?

Entre em contato com o Dr. Marcos Grillo e faça agora mesmo uma avaliação!

Conheça o Dr. Marcos Grillo Cirurgia Plástica

Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, com atuação de mais de 25 anos em Curitiba – PR.

A Clínica Marcos Grillo Cirurgia Plástica conta com ambientes para pré e pós-operatório que garantem a tranquilidade, conforto e segurança de seus pacientes e familiares antes e depois de realizarem os procedimentos cirúrgicos.