Arquivo do Autor

Mamoplastia após a gravidez.

Postado por Marcos Grillo em 29/maio/2019 - Sem Comentários

A mamoplastia corrige o formato dos seios após a gravidez.

Mamoplastia (ou mastoplastia) é o nome técnico da cirurgia plástica que modifica o formato das mamas. Ela pode ser feita para aumentar, diminuir, ou levantar os seios, tornando-os mais proporcionais ao formato do corpo.

O procedimento é muito procurado por mulheres após a gravidez, já que as alterações hormonais e a amamentação podem alterar o formato dos seios. Para esses casos, existem 2 tipos de cirurgia: a mamoplastia de redução e a mamoplastia de aumento dos seios.

MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO

Algumas mulheres podem ficar com os seios aumentados após a gravidez. E se eles já eram volumosos, isso pode se tornar um problema.

Na mamoplastia de redução, retira-se uma parte do seio, deixando-o mais proporcional e harmonioso com o restante do corpo.

MAMOPLASTIA DE AUMENTO

Em outros casos, a mulher pode ficar com o seio menor e mais flácido após a gestação e amamentação. Na mamoplastia de aumento, são utilizadas as próteses de silicone para aumentar o tamanho dos seios.

CICATRIZES CADA VEZ MENORES

Ambos os procedimentos são considerados simples, apesar de ser necessária anestesia geral.

As cicatrizes podem ser curtas ou mais extensas. Nas mamas mais caídas, as cicatrizes são mais longas, pois há necessidade de remover mais pele.


As cicatrizes areolares sempre estão presentes quando se precisa reduzir ou levantar as mamas. Já na mamoplastia de aumento, o cirurgião também pode optar por implantar as próteses através de um corte areolar.

SILICONE NÃO PREJUDICA A AMAMENTAÇÃO

Quando falamos em silicone e amamentação, surgem muitas dúvidas, e existe o mito de que as próteses podem prejudicar o aleitamento. Mas já está comprovado que o silicone não altera a qualidade nem a quantidade do leite materno.

O corpo da mulher continua a se adaptar mesmo após a amamentação. Por isso recomenda-se que a mamoplastia seja realizada após 3 a 6 meses da interrupção do aleitamento.

DR. MARCOS GRILLO CIRURGIA PLÁSTICA

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, e atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade.

Ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos, oferecemos segurança e bem-estar a nossos clientes.

Entre em contato, agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo. 


Otoplastia: como é a cirurgia da orelha de abano?

Postado por Marcos Grillo em 19/maio/2019 - Sem Comentários

A otoplastia, também conhecida como cirurgia da orelha de abano, corrige orelhas proeminentes e confere autoestima ao paciente.

Também conhecida como cirurgia da orelha de abano, a Otoplastia é um procedimento cirúrgico estético que reposiciona orelhas proeminentes de sequelas, traumas, ausência congênita das orelhas ou orelhas constritas, sendo uma cirurgia reparadora.

De forma geral, a Otoplastia é muito procurada por pacientes insatisfeitos com o tamanho e posição das orelhas. Mulheres que se sentem insatisfeitas com as orelhas de abano realizam a cirurgia para obter maior autoestima e utilizar, sem preocupações, penteados que deixam a região livre (como rabo-de-cavalo, coques, entre outros).

Saiba como ocorre a Otoplastia e como se dá sua recuperação pós-operatória:

Otoplastia: como é a cirurgia

A Otoplastia é um procedimento simples que, muitas vezes, não requer a anestesia geral (normalmente, é utilizada a anestesia local com sedação). A cirurgia é realizada com uma pequena incisão atrás da orelha, seguindo a dobra natural da pele.

O excesso de pele é removido, deixando a região mais flexível. Em seguida, são feitos pontos de fixação para manter uma nova anatomia da orelha e o fechamento da pele é realizado. Em geral, os pontos são internos e absorvíveis.

Pós-operatório e recuperação

É muito importante seguir à risca as recomendações do médico cirurgião, que dirá quais as melhores práticas após o procedimento. A faixa de proteção deve ser utilizada nos primeiros 15 dias (nos períodos diurno e noturno) para proteger as orelhas.

O paciente não deve realizar atividades físicas nas duas primeiras semanas, pelo menos, e precisa permanecer em repouso relativo nos primeiros  3 dias. Além disso, deve-se tomar corretamente os medicamentos prescritos e descansar. Como qualquer procedimento cirúrgico estético, o momento de recuperação deve ser levado a sério, pois afeta diretamente os resultados esperados pelo paciente.

De forma geral, a Otoplastia confere maior autoestima aos pacientes, proporcionando resultados harmoniosos, naturais e que garantem o bem-estar de quem opta por corrigir as orelhas de abano.

Dr. Marcos Grillo, cirurgião plástico em Curitiba

O Dr. Marcos Grillo, especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. O profissional atende com excelência à Clínica Novva Estética e Saúde ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos que garantem segurança e bem estar a que realiza os procedimentos.

Entre em contato e agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo.

A Clínica de Cirurgia Plástica está localizada na Av. Sete de Setembro, nº 4848 em Curitiba (PR). Telefone para contato: (41) 3343-8881.

Fontes e referências

Qual a melhor época do ano para realizar cirurgias plásticas?

Postado por Marcos Grillo em 17/abr/2019 - Sem Comentários

Saiba qual o melhor momento para realizar uma cirurgia plástica e como garantir uma recuperação de alta qualidade.

Realizar cirurgias plásticas é, também, investir em sonhos que agregam à autoestima e melhor qualidade de vida. Com os procedimentos, o tempo de recuperação se torna valioso, especialmente, quando envolvem técnicas um pouco mais invasivas.

Muitos pacientes procuram agendá-los em momentos mais propícios para a recuperação, como o período de férias dos estudos ou trabalho, ou em épocas do ano em que o clima favorece a melhora. Estações do ano mais frias como outono e inverno são os melhores períodos para realizar um procedimento que se deseja muito. Saiba porquê:

Inverno é melhor época para realizar cirurgias plásticas

Ao contrário do que muitos suspeitam, o verão não é o melhor momento para se realizar qualquer tipo de procedimento invasivo. Especialmente, os que requerem boa cicatrização da pele e vestimentas que auxiliam a recuperação (como no caso de cintas elásticas).

Por isso, estações do ano como outono e inverno são mais adequados para a realização de cirurgias. Procedimentos como abdominoplastia, lipoaspiração e os que envolvem a mudança estética diretamente na face, por exemplo, proporcionam inchaços (edemas) – e no verão, com o calor e necessidade de hidratação constante, a recuperação requer o triplo de atenção.

Temperaturas baixas facilitam a recuperação

Dias em que a temperatura está mais baixa torna a recuperação de uma cirurgia plástica um pouco mais confortável, em comparação com o pós-cirúrgico em climas mais quentes. O outono e inverno possibilitam que o paciente utilize roupas mais largas, confortáveis e que disfarçam a presença de cicatrizes, inchaços ou marcas desconfortáveis no corpo.

No entanto, é importante lembrar que banhos com a temperatura da água muito quente podem afetar a cicatrização da pele e comprometer a imunidade durante o período. Portanto, se é sua intenção realizar um procedimento nesse período, lembre-se de optar por banhos mais mornos e que não comprometam a recuperação.

O que é importante na recuperação?

No outono, inverno, verão ou primavera, é essencial que o paciente siga à risca todos os cuidados indicados pelo médico cirurgião. Como especialista, é ele quem vai indicar os melhores cuidados e quais os períodos mais propensos para uma excelente recuperação.

Além disso, preste atenção à sua agenda: mais vale realizar o procedimento no verão tendo um momento de qualidade para se recuperar do que realizá-lo no inverno e não ter o tempo necessário para isso. O processo de recuperação de uma cirurgia é tão importante quanto o procedimento em si, pois afeta diretamente os resultados desejados.

Dr. Marcos Grillo, cirurgião plástico em Curitiba

O Dr. Marcos Grillo, especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. O profissional atende com excelência à Clínica Novva Estética e Saúde ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos que garantem segurança e bem estar a que realiza os procedimentos.

Entre em contato e agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo.

A Clínica de Cirurgia Plástica está localizada na Av. Sete de Setembro, nº 4848 em Curitiba (PR). Telefone para contato: (41) 3343-8881.

Fontes e referências

Cirurgias combinadas – É possível associar abdominoplastia a histerectomia?

Postado por Marcos Grillo em 26/mar/2019 - Sem Comentários

Continuando nossa série sobre cirurgias combinadas, hoje falaremos sobre a combinação entre abdominoplastia e histerectomia. Confira!

Nós falamos anteriormente sobre a possibilidade de associar abdominoplastia, mastoplastia e lipoaspiração. Hoje o assunto é semelhante, mas trata sobre uma outra combinação, que só possui dois fatores: abdominoplastia e histerectomia.

Antes de irmos direto ao ponto, é necessário lembrar você, leitor, de algumas coisas que falamos no nosso blog anterior: todo procedimento cirúrgico tem um determinado nível de complexidade. Somar e juntar cirurgias, aumenta a complexidade, o tempo de procedimento e, consequentemente aumenta o risco do processo. Todavia, no caso de cirurgias para fins estéticos, há um período de 4 horas onde é possível combinar procedimentos. Passando-se disso, é necessário separá-los, por motivos de segurança do paciente.

Abdominoplastia e histerectomia – Cirurgia combinada

A abdominoplastia tem por objetivo reverter a flacidez acumulada na barriga, que geralmente resulta da gravidez ou de um processo de emagrecimento muito acelerado. Já a histerectomia é a retirada completa ou parcial do útero, seja por fins de doença (como câncer) ou para fins preventivos. Após a apendicectomia (retirada do apêndice), a histerectomia é a segunda cirurgia mais realizada no mundo. Calcula-se que no Brasil de 20% a 30% das mulheres serão submetidas a esta intervenção até a sexta década de vida, aproximadamente 200 mil casos por ano. Nos EUA, este número gira em torno de 600 mil por ano.

Esta combinação de cirurgias é possível, pois o limite de tempo de 4 horas não é ultrapassado e porque a área de atuação é a mesma: o abdômen. Não se trata exatamente da combinação de dois procedimentos estéticos, mas esta é uma cirurgia comumente associada.

Isso se deve ao fato de que a maioria das mulheres que retiram o útero já tiveram filhos e desejam aproveitar a ocasião para melhorar a estética da barriga.

De qualquer modo, se você precisa realizar uma histerectomia e deseja associar ao processo uma abdominoplastia, entre em contato com o Dr. Marcos Grillo e coloque sua saúde e sua estética nas mãos de um profissional qualificado e reconhecido!

Referências:

https://www.minhavida.com.br/saude/materias/33354-fazer-varias-cirurgias-plasticas-ao-mesmo-tempo-e-seguro

Cirurgias combinadas – É possível associar mastoplastia com abdominoplastia e lipoaspiração?

Postado por Marcos Grillo em 21/mar/2019 - Sem Comentários

Às vezes a pressa por resultados pode pressionar algumas pessoas a se submeterem a diversos procedimentos de uma vez só. Afinal, cirurgias combinadas são prejudiciais, ou não?

Antes de mais nada, é preciso pontuar que procedimentos cirúrgicos são avaliados de acordo com sua complexidade. A complexidade de uma cirurgia é demarcada pela quantidade de elementos envolvidos, tempo decorrido, tipos de anestesia utilizadas e assim por diante: quanto mais órgãos/tecidos envolvidos, mais tempo se decorre, mais anestesia se faz necessária e mais complexa é a cirurgia.

Claramente, tratando-se de cirurgias estéticas que não possuem função reparadora (como as que tratam de um defeito de ordem funcional, seja uma deformidade, uma cicatriz congênita que atrapalhe a função de um membro ou de uma musculatura), evita-se o risco e, portanto, a complexidade desnecessária. Isto posto, algumas cirurgias combinadas são possíveis.

Cirurgia combinada de mastoplastia e abdominoplastia/lipoaspiração

A vantagem explícita da combinação de procedimentos no mesmo tempo cirúrgico é a diminuição dos custos operatórios e de internação, otimizando também o período de recuperação do paciente. No caso da combinação da mastoplastia e da abdominoplastia ou lipoaspiração – nunca as três juntas, pois o tempo de operação passaria de 4 horas e a complexidade seria demasiada para apenas uma sessão operatória -, o cenário torna-se possível, visto que a área de atuação cirúrgica é a mesma. É indispensável, que todas as recomendações do médico sejam seguidas à risca, considerando que a combinação dessas cirurgias causará determinado desconforto durante a recuperação. A atenção ao pós-operatório deve ser redobrada!

O aumento da popularidade das cirurgias plásticas faz com que muitas pessoas procurem por procedimentos estéticos a fim de melhorar sua aparência e sua auto estima. Todavia, a lição mais importante que podemos tirar de tudo isso é a seguinte: confie apenas em profissionais qualificados, buscando mais do que apenas uma avaliação, seguindo sempre as recomendações do médico que atender seu caso. Desta forma garante-se a melhor recuperação e o melhor resultado possível!

Se você quer saber como pode proceder durante uma cirurgia combinada, ou deseja fazer uma avaliação, marque uma consulta com o Dr. Marcos Grillo e garanta sua estética em boas mãos!

Referências:

https://www.minhavida.com.br/saude/materias/33354-fazer-varias-cirurgias-plasticas-ao-mesmo-tempo-e-seguro

Plástica Natural – Mito ou verdade? Entenda como funcionam os cremes antirrugas

Postado por Marcos Grillo em 28/fev/2019 - Sem Comentários

Cremes anti-idade e antirrugas são muito populares, mas realmente funcionam? As promessas de plástica natural podem não ser tão atrativas assim!

Quando se trata de envelhecimento, cremes acabam sendo opções relativamente baratas de prevenção e amenização dos sinais. Alguns cremes, entretanto, fazem promessas de funcionar como plástica natural – um verdadeiro milagre. Isso não é verdade na maioria das vezes e vamos explicar porquê.

Causas do envelhecimento – porque a plástica natural é tão atrativa?

Acontece que o principal fator de envelhecimento – precoce ou não – é a exposição ao sol. Os raios ultravioleta causam o fotoenvelhecimento, que é a principal fonte do surgimento de rugas e manchas. Estes cremes prometem restabelecer a maciez e elasticidade da pele a qualquer custo, introduzindo minerais e vitaminas na pele.

Os preços destes cremes podem chegar a números exorbitantes, mas eles nem sempre são produzidos com algo que justifique tanto valor. Os óleos e ceras utilizados possuem valores relativamente baixos e os preços cobrados são majoritariamente relacionados às marcas. É claro que algum efeito rejuvenescedor é percebido imediatamente, pois a penetração dos agentes hidratantes é rápida, mas ele não resolve problemas a médio e longo prazo. Sua pele permanecerá “encharcada” enquanto o creme estiver presente, mas uma hora ou outra ele será absorvido ou secará.

Como atenuar os sinais do envelhecimento efetivamente?

A única forma efetiva de reduzir estes danos é a prevenção. Dentre os métodos mais eficazes está a utilização de protetores solares (incluindo aqueles com anti radicais-livres) e a manutenção de uma alimentação balanceada (com a ingestão constante de água!). Visitar um dermatologista após os 25 anos de idade é uma ótima forma de obter receitas para manter a pele jovem, pois essa é a idade quando a pele começa a perder colágeno.

Agora, quando já se nota os efeitos do envelhecimento, existem soluções, mas é necessário pesquisar e consultar profissionais para saber qual é a mais adequada. O Botox, o ácido hialurônico e demais preenchimentos faciais ajudam a remoção de rugas e o ressurgimento de uma aparência mais jovem e saudável. Procedimentos estéticos realizados com profissionais qualificados têm, com toda a certeza, resultados muito melhores que qualquer plástica natural: A Blefaroplastia por exemplo, melhora o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, eliminando bolsas de gordura, rugas e flacidez.

A conclusão é que a indústria cosmética se apoia na vaidade das pessoas para vender produtos supostamente milagrosos. Não se deve cair em toda e qualquer jogada de marketing e deve-se sempre procurar por informações confiáveis e com referências. É claro que um bom creme hidratante não fará mal algum, mas apoiar-se exclusivamente nestes produtos não trará o resultado desejado e será muito mais custoso que um tratamento verdadeiramente efetivo.

Se você deseja reduzir ou eliminar os sinais do envelhecimento, entre em contato com o Dr. Marcos Grillo e marque uma consulta. Através dela será possível verificar a possibilidade de preenchimentos faciais e, quem sabe, até uma cirurgia para fazer você se sentir o máximo!

Referências:


Correção de cirurgia plástica – É possível reverter o resultado de uma cirurgia plástica?

Postado por Marcos Grillo em 25/fev/2019 - Sem Comentários

Decisões tomadas às pressas e profissionais que nem sempre entregam o resultado que prometem geralmente incorrem em decepções, mas às vezes existe a possibilidade de realizar a correção de cirurgia plástica

Na ansiedade da busca por um corpo mais bonito, muitas pessoas tomam decisões apressadas e optam por caminhos mais curtos. Seja pelas mãos de um cirurgião mal qualificado ou por conta da escolha em função do preço, o resultado de uma cirurgia apressada ou mal pensada pode ser insatisfatório ou até problemático.

Acontece que essas situações são relativamente comuns e cirurgiões mais qualificados já sabem como lidar com elas. A correção de cirurgia plástica já é lugar comum no mundo da medicina estética.

Antes de mais nada, é de suma importância ressaltar a necessidade de buscar por um profissional qualificado deve preceder qualquer outro interesse quando se trata de procedimentos estéticos. O preço não deve ser uma meta, visto que neste tipo de assunto, o que se paga, via de regra é proporcional ao que se recebe – não apenas em termos de resultado, mas em termos de segurança também!

O caso é que a refação e correção de procedimentos estéticos é algo que depende muito do procedimento em questão. No caso de implantes mamários, por exemplo, é possível aumentar e reduzir seu tamanho. Cirurgias mais complexas e extensas não permitem um segundo olhar, então é necessário ter certeza das possibilidades de antemão.

Diferença entre correção de cirurgia plástica e cirurgia reparadora

Enquanto a correção de cirurgia plástica exige que determinados tecidos específicos não tenham sido removidos ou realocados, para que sejam reordenados de maneira satisfatória, a cirurgia reparadora visa consertar outro tipo de problema: é o procedimento realizado em casos de acidentes que levam a deformações, em casos de defeitos congênitos, cânceres invasivos ou enfermidades que interferem no aspecto estético e na funcionalidade do organismo – a intervenção reparadora é considerada necessária. Seu cunho estético fica em segundo plano, pois ela é muito mais focada na recuperação das funções do corpo.

Se você precisa de um segundo olhar sobre o resultado de um procedimento estético, deseja corrigir uma cicatriz ou quer alterar o tamanho da prótese mamária, entre em contato com a Clínica do Dr. Marcos Grillo e marque uma consulta!

Referências:


Prótese de silicone – Quando trocar? Quais são os cuidados que devo tomar?

Postado por Marcos Grillo em 28/jan/2019 - Sem Comentários

Como todo procedimento estético, é necessário realizar manutenções e tomar cuidados para que os efeitos sejam sempre os desejados. A prótese de silicone não foge à regra!

Também conhecida como mamoplastia de aumento, a inserção de próteses de silicone é uma cirurgia muito segura, com pós-operatório tranquilo e excelentes resultados. Todavia, cada organismo é único, então podem existir problemas, incluindo o temido encapsulamento da prótese.

O que é o encapsulamento da prótese de silicone?

Como qualquer implante, existe a possibilidade de que o corpo entenda a prótese de silicone como um “corpo estranho”. Isso causa um fenômeno, chamado de contratura capsular, popularmente chamado de encapsulamento. O índice desse problema é baixo e as próteses mais modernas atualmente apresentam índices de contratura capsular abaixo de 1%. Quando isso acontece, porém, o organismo cria uma película em torno do implante a fim de isolá-lo do restante do corpo, já que não há como repelir a prótese, como acontece com outros corpos estranhos.

Se a contratura capsular tiver avançado a um ponto que causa endurecimento do tecido e desconforto ao paciente, retira-se e substitui-se a prótese. Em casos menos graves, o tratamento é realizado apenas com a administração de corticóides e vitamina E. Uma parcela de pacientes experiencia a reincidência da contratura capsular, mas este não é o único problema que pode ocorrer.

Outros problemas que podem ocorrer com a prótese de silicone

Infecções, extrusões, hematomas e deslocamentos são problemas que ocorrem com baixíssima frequência e, na maioria das vezes, por conta da falta de cuidado dos pacientes que não seguem as recomendações médicas com o devido rigor. As próteses de silicone avançaram muito, tal qual os procedimentos de implante. Tendo isso em mente, as complicações de causa médica foram reduzidas a um número muito pequeno, ainda mais se tratando de um procedimento realizado tão frequentemente.

Para evitar problemas e complicações, basta realizar os check-ups anuais e seguir todas as recomendações de pós-operatório à risca.

Viu só? Medo do encapsulamento não é motivo para continuar adiando sua mamoplastia de aumento. Se você tem interesse em aumentar seus seios e ter o corpo dos seus sonhos, entre em contato com o Dr. Marcos Grillo e marque uma consulta!

Referências:

O Brasil está no cenário de turismo estético mundial. Saiba como e porquê

Postado por Marcos Grillo em 25/jan/2019 - Sem Comentários

O Brasil recebe visitantes de todas as partes do mundo, que vêm com o objetivo de fazer o chamado turismo estético

Considerando que o Brasil é um dos países que mais realiza cirurgias estéticas e que os médicos brasileiros são renomados por isso, é apenas natural que a fama se espalhe internacionalmente. Diversas pessoas vêm para o Brasil exclusivamente para realizar cirurgias e outros procedimentos estéticos e, de acordo com o Ministério do Turismo, os eventos de estética vêm impulsionando o turismo de negócios, sendo a capital paulista o principal destino brasileiro do turismo desses eventos.

Dados sobre o turismo estético no Brasil

A principal razão para que os “gringos” escolham o Brasil para fazer seu turismo estético, é a combinação de baixo custo e excelência em determinadas especialidades, como cirurgias plásticas. Preços podem ser entre 20% e 30% menores do que em países como Estados Unidos. As listas de espera também costumam ser bem reduzidas quando comparadas a mercados médicos de outros países famosos pela mesma razão. Estima-se que, por estes motivos, o setor de medicina estética movimente mais de 3 bilhões de reais por ano no país.

O Brasil se destaca por conquistar um espaço de bastante credibilidade na medicina mundial e esses turistas – que gastam em média entre 3,5 mil e 5 mil dólares por visita – dizem que a economia no médico geralmente compensa o custo da viagem.

Vale a pena ressaltar que as viagens para tratamento estético, como spas, também são classificadas como turismo de saúde, bem como atividades turísticas decorrentes do uso de meios e serviços para fins médicos e terapêuticos. Todos esses valores caem na conta supracitada.

Se você tem interesse, ou conhece algum estrangeiro que quer realizar procedimentos estéticos no Brasil, agende uma consulta com o Dr. Marcos Grillo – Um profissional de extrema qualificação e capacidade, que está pronto para trazer à realidade o corpo dos sonhos!

Referências:

https://br.sputniknews.com/brasil/20150323528749/

Os benefícios e os malefícios dos raios solares e o uso do protetor solar

Postado por Marcos Grillo em 27/dez/2018 - Sem Comentários

Vivemos em um país tropical onde o sol é um ilustre residente. Mesmo que sua presença seja benéfica, existem contrapontos. Veja agora quais são os perigos da exposição excessiva ao sol e a importância do uso do protetor solar

O Sol é o astro que permite a existência da vida na Terra. É através dele que as plantas podem fazer fotossíntese e produzir oxigênio, permitindo que outras formas de vida possam se desenvolver. Para os seres humanos, o sol produz luz, energia, calor e a ativação da Vitamina D: fatores importantíssimos para a manutenção da vida humana. Todavia, da mesma forma que o sol pode trazer benefícios, a exposição excessiva de qualquer ser vivo à luz solar, pode trazer problemas. Para os humanos essa é a razão pela qual se destaca a importância do uso do protetor solar.

O Sol chega até nós em diferentes formas

É necessário entender que a radiação solar é dividida. Apenas uma pequena parte dessa energia é visível ou até perceptível pelos nossos sentidos. O sol chega até nós das seguintes maneiras:

  • Raios infravermelhos: Desidratam a pele e criam a sensação de calor;
  • Raios UVC: São super perigosos e causam queimaduras e cânceres de pele. Eles raramente chegam até nós, pois são geralmente bloqueados pela camada de ozônio;
  • Raios UVB: São os raios que causam envelhecimento precoce e câncer de pele. Eles são grande parte da razão porque se indica o uso de protetor solar;
  • Raios UVA: Eles bronzeiam a pele, mas também são causadores de câncer de pele e envelhecimento precoce! Também fazem parte do espectro de raios bloqueados pelo uso de protetor solar

Cinco dicas para o uso do protetor solar

Agora que você já sabe quais os benefícios e malefícios que cada parte do sol traz ao seu corpo, veja como usar o protetor solar corretamente!

  1. Não economize protetor solar, mas também não mergulhe nele! Excesso de protetor solar é desperdício do produto. Cobrir-se homogeneamente é a melhor dica!
  2. Quanto mais clara for sua pele, maior deve ser o fator de proteção solar (FPS) utilizado!
  3. Aplique protetor várias vezes ao dia. O protetor solar se prende a pele por apenas três horas, fazendo com que novas aplicações sejam necessárias para continuar a proteção.
  4. Ambientes fechados também exigem o uso de protetor solar. As lâmpadas também emitem radiação nociva à pele.
  5. Protetores solares específicos para a face podem evitar o surgimento de espinhas.

O Sol é nosso amigo, mas você deve se proteger. Se você está interessado em cuidar mais da sua pele e em ter um melhor relacionamento com o sol, marque uma consulta com o Dr. Marcos Grillo e seja feliz durante o verão!

Referências: