Arquivo do Autor

Quanto tempo dura um implante de silicone?

Postado por Marcos Grillo em 18/set/2019 - Sem Comentários

Saiba mais sobre quanto tempo dura um implante de silicone.

Você sabe quanto tempo dura um implante de silicone?

Apesar da qualidade das próteses ser muito maior hoje em dia do que nas décadas de 80 e 90, existe sim um prazo de validade para a troca.

Este prazo pode variar de paciente para paciente, então não podemos estipular um prazo geral para a substituição dos implantes.

Com o passar dos anos, os implantes vão se desgastando pela pressão nos seios, além de outros fatores. Quando o silicone perde a rigidez, pode se deslocar pela mama. Por isso é importante ficar sempre atenta e fazer os exames periódicos.

QUANTO TEMPO DURA UM IMPLANTE DE SILICONE

Como dissemos, esse tempo varia de paciente para paciente, conforme a reação de cada organismo. Mas em média pode-se considerar um prazo de 10 anos para a substituição das próteses.

As mulheres que possuem próteses de silicone nos seios devem sempre fazer os exames anuais de acompanhamento:

– Ultrassonografia (até os 30 anos de idade)

– Mamografia (a partir dos 40 anos de idade)

– Ressonância Magnética (a cada 2 anos, a partir do terceiro ano de cirurgia)

Nos exames periódicos, o médico pode avaliar a qualidade das próteses, e sua posição no seio da paciente. 

SINAIS PARA A TROCA DOS IMPLANTES

Além dos exames periódicos, a paciente deve sempre fazer o autoexame e ficar atenta a sinais que possam indicar alguma alteração nas próteses, como:

– incômodo na região;

– dor ou coceira nos seios;

– cistos ou latejamento.

DR. MARCOS GRILLO CIRURGIA PLÁSTICA

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, e atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. 

Ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos, oferecemos segurança e bem-estar a nossos clientes.

Entre em contato, agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo. 


Repouso após uma cirurgia: por que é importante

Postado por Marcos Grillo em 09/set/2019 - Sem Comentários

Confira alguns cuidados no repouso após uma cirurgia plástica.

O repouso após uma cirurgia plástica, seja ela uma abdominoplastia, cirurgia nas mamas, no rosto, lipo ou qualquer outra, é importante para uma plena recuperação e boa cicatrização.

Em alguns casos, além do repouso podem ser necessárias algumas sessões de drenagem linfática. 

A fisioterapia dermatofuncional também pode ser indicada para acelerar o processo de recuperação, reduzindo o inchaço, mantendo os movimentos e reduzindo as cicatrizes.

Durante o repouso após uma cirurgia plástica, alguns sinais devem servir de alerta para fazer com que o paciente volte ao médico, como dificuldade para respirar, dor intensa, febre ou problemas na cicatrização.

ALGUNS CUIDADOS NO REPOUSO APÓS UMA CIRURGIA

REFEIÇÕES LEVES: faça refeições leves à base de caldos, grelhados e cozidos. Coma moderadamente para não enjoar;

FUNCIONAMENTO INTESTINAL: para manter o intestino funcional, coma 2 porções de frutas por dia, caldo de legumes ou iogurte com fibras;

BOA HIDRATAÇÃO: mantenha o organismo sempre bem hidratado, bebendo pelo menos 1,5 litros de água diariamente, e urine pelo menos 5 vezes ao dia;

POSIÇÃO CONFORTÁVEL: na hora de repousar, procure uma posição adequada e confortável, de acordo com a cirurgia plástica e a região afetada;

CURATIVO: A troca do curativo deve seguir as orientações do médico. Os equipamentos de proteção como cintas e drenos também devem ser mantidos à risca;

MEDICAMENTOS: tome os remédios rigorosamente de acordo com as dosagens estipuladas pelo seu médico.

DR. MARCOS GRILLO CIRURGIA PLÁSTICA

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, e atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. 

Ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos, oferecemos segurança e bem-estar a nossos clientes.

Entre em contato, agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo. 


Prótese de silicone não tem relação com câncer de mama

Postado por Marcos Grillo em 23/ago/2019 - Sem Comentários

Prótese de silicone pode causar câncer de mama?

Não, as próteses não são consideradas fator de risco para o desenvolvimento de câncer. 

Existe uma certa confusão sobre o tema, porque nos últimos 5 anos aconteceram raríssimos casos de linfoma anaplásico de grandes células em portadoras de prótese de silicone.

O QUE É O LINFOMA ANAPLÁSICO DE GRANDES CÉLULAS (ALCL)

O linfoma ALCL não se inicia na glândula mamária, como o câncer de mama, e sim na cápsula que se forma ao redor da prótese.

O ALCL é uma patologia nova, descrita há menos de 5 anos, e não se têm evidências que comprovam a correlação dos implantes com sua etiopatogenia. 

O que se sabe é que, sendo uma patologia que ocorre nas cápsulas dos implantes, pode haver alguma correlação. 

Vários estudos científicos estão em andamento para tentar entender melhor esta patologia, que é raríssima: a incidência é de 0,00376% (3 mulheres em 100 mil portadoras de implantes mamários).

PRÓTESE DE SILICONE E MAMOGRAFIA

As mulheres com prótese de silicone devem realizar o exame anual preventivo, sempre em clínicas referenciadas, com aparelhos de boa qualidade.

Os aparelhos modernos de ultrassonografia e mamografia digital são capazes de identificar patologias mamárias, sem que as próteses atrapalhem o diagnóstico.

DR. MARCOS GRILLO CIRURGIA PLÁSTICA

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, e atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. 

Ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos, oferecemos segurança e bem-estar a nossos clientes.

Entre em contato, agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo. 

Cirurgia plástica: confira algumas curiosidades históricas sobre o tema

Postado por Marcos Grillo em 14/ago/2019 - Sem Comentários

Um misto de ciência e arte, a cirurgia plástica é uma especialidade médica que carrega várias curiosidades ao longo de sua história.

Após séculos de aperfeiçoamentos, hoje a cirurgia plástica é muito mais do que um procedimento cirúrgico reparador. Suas técnicas permitem uma melhoria na autoestima e na qualidade de vida das pessoas.

CONFIRA ALGUMAS CURIOSIDADES HISTÓRICAS SOBRE A CIRURGIA PLÁSTICA

POR QUE ESSE NOME?

Plástica é derivada na palavra grega “plastikos” (moldar). Portanto, cirurgia plástica é aquela que molda uma área específica do corpo.

QUANDO SURGIU?

Uma técnica indiana que utilizava o músculo da testa para reconstrução do nariz foi descrita por Sushruta Samhita 600 anos antes de Cristo.

No primeiro século depois de Cristo os romanos realizavam todos os tipos de cirurgia plástica reparadora. 

E A CIRURGIA PLÁSTICA MODERNA?

Um dos precursores da cirurgia plástica moderna é o italiano Gaspare Tagliacozzi. Para tratar as sequelas deixadas pelas frequentes lutas de rua nos idos de 1500, ele desenvolveu uma técnica de reconstrução nasal.

CIRUGIA PLÁSTICA NA GUERRA

Durante a Segunda Guerra Mundial, os cirurgiões passaram a experimentar a substituição de membros inteiros, regeneração de tecidos e enxertos de pele.

Mussolini e Hitler usaram a cirurgia plástica para criar o soldado perfeito, corrigindo imperfeições que aparentavam fraqueza nos soldados, como as pálpebras caídas.

E O SILICONE?

Os implantes mamários de silicone começaram a se popularizar na década de 60 nos Estados Unidos. A ideia veio dos cirurgiões japoneses, que utilizavam próteses de silicone para preencher pernas atingidas pela pólio.

DR. MARCOS GRILLO CIRURGIA PLÁSTICA

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, e atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. 

Ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos, oferecemos segurança e bem-estar a nossos clientes.
Entre em contato, agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo. 

Mamoplastia após a gravidez.

Postado por Marcos Grillo em 29/maio/2019 - Sem Comentários

A mamoplastia corrige o formato dos seios após a gravidez.

Mamoplastia (ou mastoplastia) é o nome técnico da cirurgia plástica que modifica o formato das mamas. Ela pode ser feita para aumentar, diminuir, ou levantar os seios, tornando-os mais proporcionais ao formato do corpo.

O procedimento é muito procurado por mulheres após a gravidez, já que as alterações hormonais e a amamentação podem alterar o formato dos seios. Para esses casos, existem 2 tipos de cirurgia: a mamoplastia de redução e a mamoplastia de aumento dos seios.

MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO

Algumas mulheres podem ficar com os seios aumentados após a gravidez. E se eles já eram volumosos, isso pode se tornar um problema.

Na mamoplastia de redução, retira-se uma parte do seio, deixando-o mais proporcional e harmonioso com o restante do corpo.

MAMOPLASTIA DE AUMENTO

Em outros casos, a mulher pode ficar com o seio menor e mais flácido após a gestação e amamentação. Na mamoplastia de aumento, são utilizadas as próteses de silicone para aumentar o tamanho dos seios.

CICATRIZES CADA VEZ MENORES

Ambos os procedimentos são considerados simples, apesar de ser necessária anestesia geral.

As cicatrizes podem ser curtas ou mais extensas. Nas mamas mais caídas, as cicatrizes são mais longas, pois há necessidade de remover mais pele.


As cicatrizes areolares sempre estão presentes quando se precisa reduzir ou levantar as mamas. Já na mamoplastia de aumento, o cirurgião também pode optar por implantar as próteses através de um corte areolar.

SILICONE NÃO PREJUDICA A AMAMENTAÇÃO

Quando falamos em silicone e amamentação, surgem muitas dúvidas, e existe o mito de que as próteses podem prejudicar o aleitamento. Mas já está comprovado que o silicone não altera a qualidade nem a quantidade do leite materno.

O corpo da mulher continua a se adaptar mesmo após a amamentação. Por isso recomenda-se que a mamoplastia seja realizada após 3 a 6 meses da interrupção do aleitamento.

DR. MARCOS GRILLO CIRURGIA PLÁSTICA

O Dr. Marcos Grillo é especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, e atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade.

Ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos, oferecemos segurança e bem-estar a nossos clientes.

Entre em contato, agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo. 


Otoplastia: como é a cirurgia da orelha de abano?

Postado por Marcos Grillo em 19/maio/2019 - Sem Comentários

A otoplastia, também conhecida como cirurgia da orelha de abano, corrige orelhas proeminentes e confere autoestima ao paciente.

Também conhecida como cirurgia da orelha de abano, a Otoplastia é um procedimento cirúrgico estético que reposiciona orelhas proeminentes de sequelas, traumas, ausência congênita das orelhas ou orelhas constritas, sendo uma cirurgia reparadora.

De forma geral, a Otoplastia é muito procurada por pacientes insatisfeitos com o tamanho e posição das orelhas. Mulheres que se sentem insatisfeitas com as orelhas de abano realizam a cirurgia para obter maior autoestima e utilizar, sem preocupações, penteados que deixam a região livre (como rabo-de-cavalo, coques, entre outros).

Saiba como ocorre a Otoplastia e como se dá sua recuperação pós-operatória:

Otoplastia: como é a cirurgia

A Otoplastia é um procedimento simples que, muitas vezes, não requer a anestesia geral (normalmente, é utilizada a anestesia local com sedação). A cirurgia é realizada com uma pequena incisão atrás da orelha, seguindo a dobra natural da pele.

O excesso de pele é removido, deixando a região mais flexível. Em seguida, são feitos pontos de fixação para manter uma nova anatomia da orelha e o fechamento da pele é realizado. Em geral, os pontos são internos e absorvíveis.

Pós-operatório e recuperação

É muito importante seguir à risca as recomendações do médico cirurgião, que dirá quais as melhores práticas após o procedimento. A faixa de proteção deve ser utilizada nos primeiros 15 dias (nos períodos diurno e noturno) para proteger as orelhas.

O paciente não deve realizar atividades físicas nas duas primeiras semanas, pelo menos, e precisa permanecer em repouso relativo nos primeiros  3 dias. Além disso, deve-se tomar corretamente os medicamentos prescritos e descansar. Como qualquer procedimento cirúrgico estético, o momento de recuperação deve ser levado a sério, pois afeta diretamente os resultados esperados pelo paciente.

De forma geral, a Otoplastia confere maior autoestima aos pacientes, proporcionando resultados harmoniosos, naturais e que garantem o bem-estar de quem opta por corrigir as orelhas de abano.

Dr. Marcos Grillo, cirurgião plástico em Curitiba

O Dr. Marcos Grillo, especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. O profissional atende com excelência à Clínica Novva Estética e Saúde ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos que garantem segurança e bem estar a que realiza os procedimentos.

Entre em contato e agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo.

A Clínica de Cirurgia Plástica está localizada na Av. Sete de Setembro, nº 4848 em Curitiba (PR). Telefone para contato: (41) 3343-8881.

Fontes e referências

Qual a melhor época do ano para realizar cirurgias plásticas?

Postado por Marcos Grillo em 17/abr/2019 - Sem Comentários

Saiba qual o melhor momento para realizar uma cirurgia plástica e como garantir uma recuperação de alta qualidade.

Realizar cirurgias plásticas é, também, investir em sonhos que agregam à autoestima e melhor qualidade de vida. Com os procedimentos, o tempo de recuperação se torna valioso, especialmente, quando envolvem técnicas um pouco mais invasivas.

Muitos pacientes procuram agendá-los em momentos mais propícios para a recuperação, como o período de férias dos estudos ou trabalho, ou em épocas do ano em que o clima favorece a melhora. Estações do ano mais frias como outono e inverno são os melhores períodos para realizar um procedimento que se deseja muito. Saiba porquê:

Inverno é melhor época para realizar cirurgias plásticas

Ao contrário do que muitos suspeitam, o verão não é o melhor momento para se realizar qualquer tipo de procedimento invasivo. Especialmente, os que requerem boa cicatrização da pele e vestimentas que auxiliam a recuperação (como no caso de cintas elásticas).

Por isso, estações do ano como outono e inverno são mais adequados para a realização de cirurgias. Procedimentos como abdominoplastia, lipoaspiração e os que envolvem a mudança estética diretamente na face, por exemplo, proporcionam inchaços (edemas) – e no verão, com o calor e necessidade de hidratação constante, a recuperação requer o triplo de atenção.

Temperaturas baixas facilitam a recuperação

Dias em que a temperatura está mais baixa torna a recuperação de uma cirurgia plástica um pouco mais confortável, em comparação com o pós-cirúrgico em climas mais quentes. O outono e inverno possibilitam que o paciente utilize roupas mais largas, confortáveis e que disfarçam a presença de cicatrizes, inchaços ou marcas desconfortáveis no corpo.

No entanto, é importante lembrar que banhos com a temperatura da água muito quente podem afetar a cicatrização da pele e comprometer a imunidade durante o período. Portanto, se é sua intenção realizar um procedimento nesse período, lembre-se de optar por banhos mais mornos e que não comprometam a recuperação.

O que é importante na recuperação?

No outono, inverno, verão ou primavera, é essencial que o paciente siga à risca todos os cuidados indicados pelo médico cirurgião. Como especialista, é ele quem vai indicar os melhores cuidados e quais os períodos mais propensos para uma excelente recuperação.

Além disso, preste atenção à sua agenda: mais vale realizar o procedimento no verão tendo um momento de qualidade para se recuperar do que realizá-lo no inverno e não ter o tempo necessário para isso. O processo de recuperação de uma cirurgia é tão importante quanto o procedimento em si, pois afeta diretamente os resultados desejados.

Dr. Marcos Grillo, cirurgião plástico em Curitiba

O Dr. Marcos Grillo, especialista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, atua há mais de 20 anos em Curitiba com alto preparo e qualidade. O profissional atende com excelência à Clínica Novva Estética e Saúde ao lado de especialistas em regimes pós-operatórios e tratamentos pós-cirúrgicos que garantem segurança e bem estar a que realiza os procedimentos.

Entre em contato e agende uma consulta avaliativa e tire todas as suas dúvidas com o Dr. Marcos Grillo.

A Clínica de Cirurgia Plástica está localizada na Av. Sete de Setembro, nº 4848 em Curitiba (PR). Telefone para contato: (41) 3343-8881.

Fontes e referências

Cirurgias combinadas – É possível associar abdominoplastia a histerectomia?

Postado por Marcos Grillo em 26/mar/2019 - Sem Comentários

Continuando nossa série sobre cirurgias combinadas, hoje falaremos sobre a combinação entre abdominoplastia e histerectomia. Confira!

Nós falamos anteriormente sobre a possibilidade de associar abdominoplastia, mastoplastia e lipoaspiração. Hoje o assunto é semelhante, mas trata sobre uma outra combinação, que só possui dois fatores: abdominoplastia e histerectomia.

Antes de irmos direto ao ponto, é necessário lembrar você, leitor, de algumas coisas que falamos no nosso blog anterior: todo procedimento cirúrgico tem um determinado nível de complexidade. Somar e juntar cirurgias, aumenta a complexidade, o tempo de procedimento e, consequentemente aumenta o risco do processo. Todavia, no caso de cirurgias para fins estéticos, há um período de 4 horas onde é possível combinar procedimentos. Passando-se disso, é necessário separá-los, por motivos de segurança do paciente.

Abdominoplastia e histerectomia – Cirurgia combinada

A abdominoplastia tem por objetivo reverter a flacidez acumulada na barriga, que geralmente resulta da gravidez ou de um processo de emagrecimento muito acelerado. Já a histerectomia é a retirada completa ou parcial do útero, seja por fins de doença (como câncer) ou para fins preventivos. Após a apendicectomia (retirada do apêndice), a histerectomia é a segunda cirurgia mais realizada no mundo. Calcula-se que no Brasil de 20% a 30% das mulheres serão submetidas a esta intervenção até a sexta década de vida, aproximadamente 200 mil casos por ano. Nos EUA, este número gira em torno de 600 mil por ano.

Esta combinação de cirurgias é possível, pois o limite de tempo de 4 horas não é ultrapassado e porque a área de atuação é a mesma: o abdômen. Não se trata exatamente da combinação de dois procedimentos estéticos, mas esta é uma cirurgia comumente associada.

Isso se deve ao fato de que a maioria das mulheres que retiram o útero já tiveram filhos e desejam aproveitar a ocasião para melhorar a estética da barriga.

De qualquer modo, se você precisa realizar uma histerectomia e deseja associar ao processo uma abdominoplastia, entre em contato com o Dr. Marcos Grillo e coloque sua saúde e sua estética nas mãos de um profissional qualificado e reconhecido!

Referências:

https://www.minhavida.com.br/saude/materias/33354-fazer-varias-cirurgias-plasticas-ao-mesmo-tempo-e-seguro

Cirurgias combinadas – É possível associar mastoplastia com abdominoplastia e lipoaspiração?

Postado por Marcos Grillo em 21/mar/2019 - Sem Comentários

Às vezes a pressa por resultados pode pressionar algumas pessoas a se submeterem a diversos procedimentos de uma vez só. Afinal, cirurgias combinadas são prejudiciais, ou não?

Antes de mais nada, é preciso pontuar que procedimentos cirúrgicos são avaliados de acordo com sua complexidade. A complexidade de uma cirurgia é demarcada pela quantidade de elementos envolvidos, tempo decorrido, tipos de anestesia utilizadas e assim por diante: quanto mais órgãos/tecidos envolvidos, mais tempo se decorre, mais anestesia se faz necessária e mais complexa é a cirurgia.

Claramente, tratando-se de cirurgias estéticas que não possuem função reparadora (como as que tratam de um defeito de ordem funcional, seja uma deformidade, uma cicatriz congênita que atrapalhe a função de um membro ou de uma musculatura), evita-se o risco e, portanto, a complexidade desnecessária. Isto posto, algumas cirurgias combinadas são possíveis.

Cirurgia combinada de mastoplastia e abdominoplastia/lipoaspiração

A vantagem explícita da combinação de procedimentos no mesmo tempo cirúrgico é a diminuição dos custos operatórios e de internação, otimizando também o período de recuperação do paciente. No caso da combinação da mastoplastia e da abdominoplastia ou lipoaspiração – nunca as três juntas, pois o tempo de operação passaria de 4 horas e a complexidade seria demasiada para apenas uma sessão operatória -, o cenário torna-se possível, visto que a área de atuação cirúrgica é a mesma. É indispensável, que todas as recomendações do médico sejam seguidas à risca, considerando que a combinação dessas cirurgias causará determinado desconforto durante a recuperação. A atenção ao pós-operatório deve ser redobrada!

O aumento da popularidade das cirurgias plásticas faz com que muitas pessoas procurem por procedimentos estéticos a fim de melhorar sua aparência e sua auto estima. Todavia, a lição mais importante que podemos tirar de tudo isso é a seguinte: confie apenas em profissionais qualificados, buscando mais do que apenas uma avaliação, seguindo sempre as recomendações do médico que atender seu caso. Desta forma garante-se a melhor recuperação e o melhor resultado possível!

Se você quer saber como pode proceder durante uma cirurgia combinada, ou deseja fazer uma avaliação, marque uma consulta com o Dr. Marcos Grillo e garanta sua estética em boas mãos!

Referências:

https://www.minhavida.com.br/saude/materias/33354-fazer-varias-cirurgias-plasticas-ao-mesmo-tempo-e-seguro

Plástica Natural – Mito ou verdade? Entenda como funcionam os cremes antirrugas

Postado por Marcos Grillo em 28/fev/2019 - Sem Comentários

Cremes anti-idade e antirrugas são muito populares, mas realmente funcionam? As promessas de plástica natural podem não ser tão atrativas assim!

Quando se trata de envelhecimento, cremes acabam sendo opções relativamente baratas de prevenção e amenização dos sinais. Alguns cremes, entretanto, fazem promessas de funcionar como plástica natural – um verdadeiro milagre. Isso não é verdade na maioria das vezes e vamos explicar porquê.

Causas do envelhecimento – porque a plástica natural é tão atrativa?

Acontece que o principal fator de envelhecimento – precoce ou não – é a exposição ao sol. Os raios ultravioleta causam o fotoenvelhecimento, que é a principal fonte do surgimento de rugas e manchas. Estes cremes prometem restabelecer a maciez e elasticidade da pele a qualquer custo, introduzindo minerais e vitaminas na pele.

Os preços destes cremes podem chegar a números exorbitantes, mas eles nem sempre são produzidos com algo que justifique tanto valor. Os óleos e ceras utilizados possuem valores relativamente baixos e os preços cobrados são majoritariamente relacionados às marcas. É claro que algum efeito rejuvenescedor é percebido imediatamente, pois a penetração dos agentes hidratantes é rápida, mas ele não resolve problemas a médio e longo prazo. Sua pele permanecerá “encharcada” enquanto o creme estiver presente, mas uma hora ou outra ele será absorvido ou secará.

Como atenuar os sinais do envelhecimento efetivamente?

A única forma efetiva de reduzir estes danos é a prevenção. Dentre os métodos mais eficazes está a utilização de protetores solares (incluindo aqueles com anti radicais-livres) e a manutenção de uma alimentação balanceada (com a ingestão constante de água!). Visitar um dermatologista após os 25 anos de idade é uma ótima forma de obter receitas para manter a pele jovem, pois essa é a idade quando a pele começa a perder colágeno.

Agora, quando já se nota os efeitos do envelhecimento, existem soluções, mas é necessário pesquisar e consultar profissionais para saber qual é a mais adequada. O Botox, o ácido hialurônico e demais preenchimentos faciais ajudam a remoção de rugas e o ressurgimento de uma aparência mais jovem e saudável. Procedimentos estéticos realizados com profissionais qualificados têm, com toda a certeza, resultados muito melhores que qualquer plástica natural: A Blefaroplastia por exemplo, melhora o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, eliminando bolsas de gordura, rugas e flacidez.

A conclusão é que a indústria cosmética se apoia na vaidade das pessoas para vender produtos supostamente milagrosos. Não se deve cair em toda e qualquer jogada de marketing e deve-se sempre procurar por informações confiáveis e com referências. É claro que um bom creme hidratante não fará mal algum, mas apoiar-se exclusivamente nestes produtos não trará o resultado desejado e será muito mais custoso que um tratamento verdadeiramente efetivo.

Se você deseja reduzir ou eliminar os sinais do envelhecimento, entre em contato com o Dr. Marcos Grillo e marque uma consulta. Através dela será possível verificar a possibilidade de preenchimentos faciais e, quem sabe, até uma cirurgia para fazer você se sentir o máximo!

Referências: